28.2.09

Palavras ao Vento

Já faz um tempo que não me mostro assim como sou. Aqueles escritos há muito estão guardados a sete chaves e os outros foram levados pelo tempo, perdidos, apagados, rasgados, inclusive aquele que eu considerava a minha obra prima. Existem palavras que não valem a pena revelar. A cada dia que passa tenho a leve impressão que estou me escondendo de mim.
...

22.2.09

"Foi a saudade que me trouxe pelo braço"

O nordeste é um palco que apresenta as mais diversificadas opções para você aproveitar esse maravilhoso período em que a vida pára para o bloco da alegria passar.

O sol apresenta um convite para curtir o nosso verão eterno, mas, geralmente nesses dias de folia nós costumamos abandonar o litoral repleto de cores e de batuques acelerados para buscar um refúgio no Festival de Jazz & Blues que sempre acontece no friozinho lá da serra. Imaginem um cenário único, com cachoeiras, muito verde e muita música boa de verdade.

Desses tantos carnavais que existem por ai, nunca nenhum deles me encantou mais que o carnaval de Recife. No ano de 2007 resolvemos realizar um dos nossos sonhos, o de subir e descer aquelas ladeiras maravilhosas de Olinda. Também conhecemos todas as cores e a pluralidade sonora que só o Recife Antigo poderia nos mostrar e, sem dúvida, o centenário do frevo nos marcou eternamente.

O nosso amor por tudo aquilo que já admirávamos de longe se tornou cada vez mais sincero e verdadeiro. A manifestação popular, o som único e a alegria de estar ali no meio da folia foi uma experiência única e que eu recomendo para todas as pessoas que conheço. Não pudemos voltar a Recife por conta de um sonho, antigo também, de desbravar o 'velho mundo' e que brevemente será concretizado, mas eu prometo que nos próximos carnavais estaremos cantando juntos tudo aquilo que não deu pra esquecer...

♫ "Olinda, quero cantar a ti esta canção
Teus coqueirais, o teu o sol, o teu mar
Faz brilhar meu coração
De amor, a sonhar
Minha Olinda sem igual
Salve o teu Carnaval"

ps: Juízo e muita paz!!!
...

20.2.09

Fim de Feira

Em poucas horas iremos nos despedir de todas essas 'feiras' exaustivas e intermináveis. Se durante a semana inteira eu te vejo correndo sempre para o lado oposto, contra o tempo e a favor de todos esses seus compromissos, a simples anunciação dessa sexta feira é motivo para que o meu coração fique em paz.
...

16.2.09

Train de Vie

Imagine essa cena:

"Em 1941, um vilarejo na Europa Ocidental recebe o alerta de que os nazistas estão chegando para deportar todos os judeus. Quem dá a notícia é Schlomo, o bobo da aldeia, que é o único capaz de sugerir uma saída: os próprios habitantes irão forjar um trem nazista, interpretando eles mesmos os alemães, os maquinistas e os deportados! Antes da chegada dos verdadeiros nazistas, o trem parte com destino à Terra Prometida. Tudo vai conforme planejado, exceto pelo fato de que as encenações começam a ficar cada vez mais realistas. Os nazistas se tornam mais autoritários; os deportados começam a tramar uma rebelião contra seus falsos algozes, e outros se declaram comunistas, querendo lutar contra os fascistas, os burgueses e os imperialistas. Vencedor de inúmeos prêmios em todo o mundo, O Trem da Vida é um dos melhores filmes dos últimos tempos sobre o Holocausto. Tanto que teria servido de inspiração para Roberto Benigni realizar A Vida É Bela."

Trem da Vida (Train de Vie). 1998. França.
Direção e Roteiro: Radu Mihaileanu.
Com: Lionel Abelanski, Clement Harari, Michel Muller, Agatha de La Fountaine.
Gênero: Comédia, Drama, Romance, Guerra.
Duração: 103 minutos.
...

14.2.09

Doces Verdades #3

Definitivamente, eu prefiro acreditar que você não consegue distinguir as coisas. Não confunda, por favor, a velha boa educação e o bom senso com aquilo que poderia ser facilmente substituído pela 'falta de inteligência'.
Eu sei que esse meu jeito delicado de ser provoca nos outros um querer me fazer de idiota que chega ao cúmulo do inaceitável, mas as coisas não são bem assim. Você já conheceu o veneno que as minhas doces palavras e atitudes possuem quando querem. A minha educação é eterna mas a minha paciência tem um limite bem definido.
Depois não diga que eu não avisei.
...

12.2.09

Confissões

A penumbra iluminava com um brilho especial o seus olhos, mas era o sorriso que deixava o ambiente repleto de luz.

- Teu sorriso é lindo.
As palavras sairam como um pensamento que cria asas e sai do fundo do poço que é a alma. O silêncio era tanto que, sem querer, se viu enrubescida por confessar algo tão óbvio e sincero. Mas, talvez como resposta, os olhos também estavam sorrindo e o todo o conjunto de sorrisos e olhares coloria os segundos mais preciosos que podem existir na vida.
- Que bobagem, você já deve ter escutado isso de tantas outras bocas.
- O sorriso que vem da alma é coisa rara de se ver.
E assim como o cometa que rasga a escuridão do céu, muitas outras respostas foram silenciadas pelos lençóis.

...

10.2.09

Na hora do almoço

"No centro da sala, diante da mesa. No fundo do prato, comida e tristeza. A gente se olha, se toca e se cala e se desentende no instante em que fala.
Cada um guarda mais o seu segredo, sua mão fechada, sua boca aberta, seu peito deserto, sua mão parada, lacrada, selada, molhada de medo.

Pai na cabeceira: É hora do almoço. Minha mãe me chama: É hora do almoço. Minha irmã mais nova, negra cabeleira... Minha avó me chama: É hora do almoço...

E eu inda sou bem moço pra tanta tristeza. Deixemos de coisas, cuidemos da vida, senão chega a morte ou coisa parecida, e nos arrasta moço sem ter visto a vida ou coisa parecida aparecida."

Na hora do almoço: Belchior

...

6.2.09

Veneno

E eu continuo vendo muito pouco sentido nos sorrisos e abraços que destilam veneno pelas costas...


...

4.2.09

Presente

Uma das coisas que me deixa extremamente feliz é ver o quanto eu estou presente no seu dia, nos seus planos e nos seus sonhos. Nos encontramos no momento mais certeiro, quando nossos ideais estão perfeitamente combinados e misturados, transformando os nossos sonhos em um caminho em comum.
Quanta sorte tivemos!
...