26.10.09

Tempero

É uma mistura de sensações, um medo de que dê tudo errado, de escolher o caminho sem fim, uma insegurança boba, quase infantil. E eu me vejo cada vez mais redundante, tentando romper um ciclo carimbado de desconfiança em mim mesma, alternando entre euforia e tristeza. Então você acorda leve e essa leveza mostra o passo a passo de cada dia, resoluções práticas antes impraticáveis, simples assim como uma receita de bolo mas sem o tempero especial. Cada um tem seus segredos para dar mais sabor a sua existência. Quando a gente pára e pensa, consegue finalmente compreender a simplicidade e a grandeza dessa vida.
...

4 comentários:

  1. eu não sei romper laço nenhum. foi nisso que pensei quando li, sabe.
    e sempre tenho medo, mas po dentro acho que sou muito corajosa.
    não sei.
    muito complicada, a vida.

    ResponderExcluir
  2. "Cada um tem seus segredos para dar mais sabor a sua existência."

    no final isso torna-se a graça da vida...o percurso, com toda a beleza e os defeitos juntos!

    bjos, flor!
    =*

    ResponderExcluir
  3. muito bom, o final entao, foi perfeito *-*

    ResponderExcluir
  4. Putz..é verdade.
    mas, eu aind anão tive este insight..
    Lindo post
    beijos

    Faxina

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e pelo comentário! :)