25.1.11

Alegrias

"Sempre foram caladas as minhas alegrias, e por isso não soltei os gritos que me estavam no peito, que até hoje não pude deixar sair."


Saramago: A bagagem do viajante, p.23-24

19.1.11

Alô?

O telefone mudo mostra apenas o estado do meu coração.

10.1.11

Doces Verdades #5

Tem gente que escreve coisas tão bonitas. Sabem dizer o que você precisa ouvir, mesmo sendo triste, mesmo sendo verdade.

9.1.11

Para Eduardo

Adeus você
Eu hoje vou pro lado de lá
Eu tô levando tudo de mim
Que é pra não ter razão pra chorar
Vê se te alimenta
E não pensa que eu fui por não te amar
Cuida do teu
Pra que ninguém te jogue no chão
Procure dividir-se em alguém
Procure-me em qualquer confusão
Levanta e te sustenta
E não pensa que eu fui por não te amar
Quero ver você maior, meu bem
Pra que minha vida siga adiante
Adeus você
Não venha mais me negacear
Teu choro não me faz desistir
Teu riso não me faz reclinar
Acalma essa tormenta
E se agüenta, que eu vou pro meu lugar
É bom...
Às vezes se perder
Sem ter porque
Sem ter razão
É um dom...
Saber envaidecer
Por si
Saber mudar de tom
Quero não saber de cor, também
Pra que minha vida siga adiante
 
[Composição: Marcelo Camelo]


3.1.11

Das bagagens

Por enquanto a casa está bagunçada, as cartas misturadas e muitas caixas no chão. Mudar é isso, é levar na bagagem apenas o que vale a pena. 2011 é um ano de mudanças.