17.2.12

You've Got Mail

Nunca conseguirei esquecer a emoção que senti quando vi o meu e-mail naquela manhã de domingo. Era uma mensagem bem simples, avisando que você tinha conseguido o meu endereço com um amigo em comum, que você tinha gostado de conversar comigo naquela festa em que nos conhecemos e que gostaria de manter contato. Eu levei quatro horas para responder uma simples mensagem. Fiquei com tanto medo de escrever besteira e no final das contas eu resolvi ser sincera, decidi não usar nenhuma máscara para parecer interessante, resolvi me dar uma chance e ser eu de verdade. Foi a melhor escolha que eu poderia ter feito. 

Então toda noite eu contava os segundos para chegar em casa e verificar minhas mensagens. Os dias foram passando e seu nome passou a predominar na caixa de entrada. Você me escrevia para falar sobre o seu dia, sobre uma música, sobre um problema. Eu respondia com as minhas melhores palavras e compartilhava um pouco da minha solidão com você. Minha alegria era ver que a nossa conversa continuaria no dia seguinte, com outro e-mail e outras poucas linhas sobre o que começamos a chamar de amizade. 

Então nós transformamos todos os sentimentos, todos os medos e todo o carinho em palavras e em amor. A nossa história está toda escrita, registrada em todas as cartas, poemas, músicas, e-mails que escrevemos um para o outro. As provas estão todas naquela caixa colorida, junto com a primeira foto que você me deu com uma dedicatória torta, todas as rolhas de vinho barato e demais quinquilharias que lembram dias bons, as pétalas de rosas roubadas, os bilhetes de viagens, os brincos que você usava quando nos encontramos pela primeira vez e os pedaços da sua vida que você me deu para começar a construir os pedaços da nossa história. São quase oito anos juntos e eu ainda recebo as suas palavras com a mesma euforia que senti quando vi a sua mensagem pela primeira vez.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada pela visita e pelo comentário! :)