28.3.12

Das virtudes

O que me falta em altura, sobra em atrevimento e coragem.

21.3.12

Horizonte distante

Ando tão inquieta, ansiosa, que meus passos apressados tentam em vão acompanhar a velocidade dos meus pensamentos. Hoje eu acordei com uma sensação esquisita, com uma dúvida sobre estar fazendo ou não a coisa certa na minha vida. Já pensei e repensei e, até então, também não consegui descobrir onde foi que eu dei o passo errado. 

Ultimamente eu precisei fazer tantas escolhas difíceis e arcar com as consequências de todas elas que eu só queria que durante os próximos dias a vida se encarregasse de me levar pelo melhor caminho sem que eu precisasse decidir nada, sem que eu precisasse pesar os prós e contras de cada passo, sem que eu precisasse mover uma pedra do meu caminho.

A verdade é que eu estou com medo, um medo gigantesco de tudo isso que está acontecendo agora. Daqui a pouco passa. Eu devo estar é cansada, só isso.


--
ps: Acho que essa deve ser só mais uma crise de uma mente cansada e com TPM. Ando pensando muito nas minhas escolhas (profissionais e pessoais) nos últimos dias..




20.3.12

Primavera nos dentes

Quem tem consciência para ter coragem
Quem tem a força de saber que existe
E no centro da própria engrenagem
Inventa a contra mola que resiste
Quem não vacila mesmo derrotado
Quem já perdido nunca desespera
E envolto em tempestade decepado
Entre os dentes segura a primavera...

--
E que venha a primavera! 


16.3.12

Prato de Flores

Acordei e minha casa estava cheia de flores. Na minha vida só existe verdade e com as flores não poderia ser diferente. Eu prefiro admirar a beleza natural e aceitar a brevidade da existência daquilo que é verdadeiro a viver cercada diariamente por meras réplicas plastificadas, a viver cercada por mentiras. Questionaram agora a pouco se as flores que ganhei eram verdadeiras. Só eu acharia estranho oferecer flores de plástico a alguém?


“Eu vou lhe dar um prato de flores
E no seu ventre vou fazer o meu jardim
Que vai florir..”


--
ps: Para ser mais sincera, prefiro sujar minhas mãos na terra. Eu gosto de cuidar de tudo que eu amo com muito carinho.  Algumas pessoas queridas já foram presenteadas com os lírios que cultivo na minha casa. Se eu pudesse, mandava um vasinho para cada uma de vocês. :)

13.3.12

Doces Verdades #7

Nossa vida é simples. Vivemos em um ambiente tranquilo, na nossa casa e no nosso silêncio que é suspenso apenas pelo som do violão. Temos nossas músicas, livros, sonhos e filmes como refúgio. Trabalhamos e pagamos todas as nossas contas em dia. Quando estamos juntos conversamos muito, diariamente, sobre tudo! E não perdemos um segundo do nosso dia pensando ou articulando intrigas, não temos tempo para isso. Temos coisas mais importantes para fazer e muitos sonhos para realizar. Não queremos o mal de ninguém, não atrapalhamos a vida de ninguém e não precisamos interferir nas decisões de ninguém para que a nossa vida continue assim. Essa é a verdade, tão simples e tão fácil de ser compreendida.. mas não é o que andam dizendo por aí. 

11.3.12

Run Forrest! Run!

Se o meu maior desejo era ter muitas histórias para contar, estou cumprindo o meu objetivo. 

5.3.12

Un ruban de soleil

Esse sol todo que anda fazendo lá fora é um reflexo da luz que brilha em mim, podem acreditar. Ando bem feliz, verdadeiramente feliz. Finalmente posso olhar para trás e ver que já dei o meu primeiro passo. Respiro cansada, ofegante. Respiro em paz.