31.5.12

Lembranças

Eu tenho a sorte de ser lembrada em momentos especiais e bonitos da vida daqueles que de alguma maneira cruzaram o meu caminho. Quando menos espero me deparo com carinho, delicadeza e cuidado chegando por todos os lados. 

26.5.12

Das despedidas

Eu sei que você é uma pessoa muito querida, que tem muitos amigos e que não está sozinho nesse momento tão difícil. Saiba apenas que tudo que eu mais queria era poder estar aí também, ao seu lado. Amo você, fica bem.



---
ps: Dedicado ao meu irmão que recentemente se despediu do seu pai, mais um guerreiro que lutava contra o câncer.

24.5.12

Ação

Estou devendo comentários, visitas, e-mails e atenção a tanta gente que nem sei por onde começar. O fato é que aconteceram algumas coisas boas e no momento eu estou tentando me adaptar a minha nova rotina.  E mais uma vez pode ser até um pequeno passo, mas para mim foi uma coisa praticamente impossível, com a qual eu sonhava muito timidamente desde o dia em que cheguei por aqui, que se tornou realidade. Minha agenda está ali coloridíssima, cheia de compromissos e atividades que me deixam muito ocupada e feliz. Volto logo. Um beijo

21.5.12

Sobre o tempo

'Tudo acontece no tempo certo, tudo acontece no tempo certo..' - Repetia exaustivamente ao se dar conta de que seu tempo era agora.

17.5.12

Das mudanças

Fiz uma faxina daquelas. Limpei tudo, mudei os poucos móveis de lugar, reorganizei meus papéis, os nossos livros e toda a bagunça que fazia com que eu me perdesse dentro de mim. Eu precisava abrir espaço para o novo, precisava ver isso tudo através de uma perspectiva diferente e acho que às vezes é preciso fazer isso sim, renovar o olhar. Agora a nossa mesa de estudos fica bem mais perto da janela, no cantinho ensolarado e mais próximo da vida lá fora. Eu gosto de me sentir cada vez mais perto do meu céu, seja ele cinza chumbo ou azul da cor do seu.

15.5.12

Último Romance

Eu ainda tenho aquele seu e-mail guardado, aquele em que você escreveu a sua interpretação para o último romance. A sua história é linda, mas a parte que eu mais gosto é quando você escreve que estava aprendendo a tocar essa música porque queria tocar para mim. Oito anos se passaram e ainda não existe música que fale melhor da história de nós dois. Dia quinze de maio é o dia em que o meu coração bate com toda a força que existe em mim. É o dia em que eu renovo o amor que eu sinto por você. 

7.5.12

Luar do Sertão

E nesses dias em que a lua virou estrela, bateu mais forte a saudade da minha fortaleza de verdes mares e de ladrilhos azulados. 


3.5.12

Aperto

Há três dias não respiro direito. Não sei se é a gripe, se é esse nó na garganta ou se é esse aperto incômodo e incansável que sinto no peito.

2.5.12

Onze fatos

Onze fatos aleatórios sobre mim:

# Choro por qualquer coisa, tristeza ou felicidade. Choro mesmo, é minha válvula de escape;
# Estudei música por uns cinco anos no conservatório da minha cidade;
# Já dei uma entrevista informal e disse o meu nome errado propositalmente;
# Não sou fotogênica e geralmente saio bem mais feia nas fotos que a realidade;
# Se um dia eu tiver um filho, ele vai se chamar Raul;
# Sou muito discreta e gosto de coisas clássicas ou básicas;
# Sou muito tímida e um fracasso total com o 'small talking';
# Sou uma ótima fisionomista e o GPS humano da família;
# Tenho cabelo cacheado e não pretendo fazer nenhum tratamento para alisá-lo;
# Tenho trauma de sapo porque esmaguei um acidentalmente quando era criança (Eca!);
# Usei aparelho e óculos na adolescência (combo fatal), uso óculos até hoje;

 Perguntas:

1. Que livro você me indicaria?
Eu indicaria o Ensaio sobre a Cegueira, do Saramago. Acho incrível a capacidade que ele tem de se expressar, principalmente nas entrelinhas dos seus livros.

2. Que tipo de música você gosta?
Gosto de Rock, das bandas clássicas e de algumas atuais, mas na verdade escuto um pouco de tudo, principalmente para conhecer e poder justificar as minhas críticas sobre o grupo/cantor/estilo que eu não gosto. Amo Pink Floyd e Raul Seixas.

3. Já foi pro exterior? Pra onde?
No momento estou morando na Inglaterra e foi a primeira vez que saí do Brasil. Apesar de estar morando aqui, ainda não tive a oportunidade de viajar muito. Ano passado conheci algumas cidades da Alemanha e uma do País de Gales.

4. Tem filhos? 
Não. Quer dizer, tenho duas filhas de quatro patas que, no momento, estão morando com os ‘avós’.

5. Com o que você trabalha? Isso te faz feliz?
Atualmente estou trabalhando como voluntária em um projeto de educação ambiental voltado para crianças aqui na cidade e tem sido uma experiência maravilhosa. 

6. Tem algum vício/mania?
Eu era viciada em coca cola e cheguei ao cúmulo de tomar quase dois litros ou mais, diariamente, durante um bom tempo. Óbvio que o meu organismo começou a apresentar alguns problemas e há um ano eu resolvi deixar de beber refrigerante definitivamente. Foi um desafio e nas primeiras semanas eu sofri bastante, principalmente porque aqui na minha casa não falta refrigerante na geladeira por causa do meu marido. Fiquei muito feliz por ter conseguido isso, por minha saúde e pela minha força de vontade. Hoje como pizza e pipoca com suco, não sinto mais falta. Agora o objetivo é controlar o consumo de açúcar, porque eu sou uma formiga.

Sou virginiana, ou seja, organizada e chata³ demais³ com as minhas coisas, mas a minha chatice se limita ao meu espaço. Detesto interferir na vida, nas escolhas e na (des)organização dos outros.

7. Já contou alguma grande mentira e depois não conseguiu sair dela?
Não. Eu não tenho nenhum talento para mentir. Eu acho graça, eu esqueço o que eu estava falando, eu fico vermelha e muito nervosa. No final das contas, todo mundo vê que tem alguma coisa errada. Para evitar o vexame, eu prefiro contar sempre a verdade por mais difícil que ela seja. É menos estressante para mim.

8. Quando você não está feliz com determinada situação, o que faz para mudar/melhorar?
Eu tento avaliar o que está acontecendo da maneira mais fria e racional possível para tentar enxergar uma possível solução. O problema é que eu perco tempo demais pensando quando já deveria ter partido para a ação. Acho que o blog é uma prova disso, sempre tem alguma crise pessoal sendo abordada direta ou indiretamente nos meus textos. Aos pouquinhos eu tenho melhorado.

9. Já transferiu para a sua vida real alguém da vida virtual?
Eu mantenho contato diariamente com tanta gente que conheci na internet. Através das redes sociais, e-mails e cartas, de certa forma todas essas pessoas estão presentes na minha vida real. Gostaria de conhecer todas elas pessoalmente. :)

10. Quando algo te tira do sério você explode ou se segura?
Durante muito tempo eu me segurei e acho que o saco encheu de um jeito que hoje eu não engulo mais nada. Sinceramente não gosto de reagir assim porque falo bobagem e perco a razão por pouca coisa. Aos poucos eu tenho voltado a manter a calma, tenho tentado encontrar um equilíbrio. É melhor assim.

11. Qual foi a coisa mais idiota que você já fez?
Desistir da música. Esse foi um erro idiota e imperdoável.

---
Ps1: Vou quebrar todas as regras porque acho que todo mundo que eu visito já fez esse Meme. Então o negócio vai ser o seguinte: quem comentar no blog está convidado a escrever onze fatos aleatórios sobre si e a responder as mesmas perguntas que eu!

Ps2: Um beijo para a Evy, do blog Pensamentos Perdidos, que me convidou para essa brincadeira.