30.6.12

Minha casa

É engraçado estar longe de casa, longe das paredes que me viram crescer, longe dos coqueiros que protegiam o meu quarto do sol intenso das três da tarde. O tempo passa e com ele tudo muda. A cada telefonema recebo uma novidade que me deixa emocionada e a do último mês foi saber que a casa onde cresci não existe mais. 

A fachada azul, o andar de cima, a sala grande, a varanda onde eu passava horas deitada no chão olhando para o céu, os corredores compridos que carregavam as correntes de ar frescas, meu quarto quente, nada disso existe mais. 

O quintal ainda continua verde, o mamoeiro produz frutos cada vez mais bonitos, o coqueiro mais alto precisou ser cortado, pois ameaçava a segurança da casa vizinha, e o menor continua lindo e dando frutos durante o ano inteiro - frutos que eu insistia em recusar quando criança por achar que a água que existia dentro dele estava contaminada pelo xixi do cachorro.

As coisas que deixei ficarão acomodadas no quarto de hóspedes, que nos aguarda com muita ansiedade. E cada pedaço da casa que ilustrava as minhas lembranças passou a existir apenas na minha memória.

Chegou a hora de construir a história aqui.

--
"Tempestades que não param
Pára-raios quem não tem

Mesmo que não venha o trem

Não posso parar..."





23.6.12

Dias de luta

Os dias têm passado depressa e toda essa falta de percepção da vida lá fora só faz com que a sua tristeza cresça e se apodere da sua força, da sua luta incessante para tentar se salvar dessa rotina sem sentido, dessa vida sem graça. Chegou o seu tempo, tempo das suas escolhas, tempo da sua coragem, tempo de buscar a razão do brilho do seu olhar. 

Eu vou estar perto, como sempre. Eu vou te apoiar.

21.6.12

Six

Não são seis dias, seis semanas ou apenas seis meses.
São seis anos de blog. 

--
É muita abobrinha publicada. 
Um beijo pra vocês que me aguentam.

19.6.12

Jeder für sich und Gott gegen alle

Têm dias que o mundo não passa de uma selva imensa, cheia de armadilhas, dores e perigos. No final das contas é só você e você mesmo, contra tudo, contra todos, contra o tempo e contra o moinho.

12.6.12

Das simpatias

Depois de conhecer várias histórias relacionadas ao santo casamenteiro, naquele ano nós decidimos que no dia de Santo Antônio faríamos diferentes simpatias para ver se funcionava mesmo ou não. No meu caso era curiosidade de menina apenas, isso eu posso garantir.

Uma de nós fez aquela tradicional simpatia com a imagem do santo, a outra fez a da aliança para saber com quantos anos se casaria e a última fez a das gotas de vela para saber a inicial do nome do "futuro amor". 

E desde esse dia não tem um mês de junho que eu não me lembre de nós três, das nossas gargalhadas, da expectativa para o ritual e da nossa incredulidade ao contar os resultados. Dia 12 de junho para mim é dia de celebrar a nossa amizade.

--
ps: Dez anos se passaram e dois casos, coincidentemente ou incrivelmente, deram certo. Estamos aguardando a concretização do terceiro. Santo Antônio é um amor! :)

6.6.12

Mais

E têm dias em que eu me olho no espelho e tudo o que eu queria era ser mais. Mais bonita, mais legal, mais inteligente, mais interessante.. Depois eu percebo que com tantos e tantos "mais" eu acabaria sendo muito menos eu.

2.6.12

Das interpretações

Por um mundo onde pessoas aprendam a distinguir a diferença entre a Educação e a falsidade.