7.8.12

Pedrinha Miudinha

Esses dias amargos são importantes para que nós possamos reconhecer o sabor de todos os outros. Quando paro para analisar friamente, essas pedrinhas nos nossos sapatos são tão insignificantes! Apesar do fel e das reclamações, não deixei nem um dia de me sentir feliz e abençoada por poder enfim viver e lutar para superar todos esses obstáculos. Eu continuo preferindo olhar a paisagem incrível lá fora e admirar todas as coisas bonitas que sempre aparecem no meu dia. Dentre todas as alegrias, a maior é ter você ao meu lado, brincando com o meu cabelo e cuidando de mim, principalmente nesses meus dias ruins.

Chega de tristeza nesse meu retrato, meu lugar de coisas bonitas onde todo dia é primavera.


5 comentários:

  1. Se não formos capazes de ver a beleza na vida, morremos. Simples.

    ResponderExcluir
  2. Mesmo que triste, seus textos são lindos! Saudades de passar por aqui!

    bjs

    ResponderExcluir
  3. vou te usar como inspiração pros meus dias ruins :*

    ResponderExcluir
  4. ô querida, disse tudo! A gente só valoriza o doce quando conhece o amargo. E a beleza da vida está mesmo na simplicidade das coisas.

    beijoca

    ResponderExcluir
  5. Oi!

    Vamos sacudir essa poeira, hein?! Tô gostando disso, não!
    Olha só, eu vi um texto na internet, talvez você goste. Talvez te sirva!
    Achei legal!

    Beijos! (e vê se bota um sorriso nesse rosto, porque desse jeito você vai acabar ficando velha antes da hora! rs)



    “OS CÃES LADRAM E A CARAVANA PASSA”

    Um sábio ditado árabe…

    Diz que não importa o latido dos cães, não importa o barulho que façam, a caravana segue seu caminho, apesar deles.

    Existe uma estrela a ser seguida, um sentimento a ser preservado, e nada vai impedir que a caravana siga seu rumo…

    Mesmo que pare por alguns momentos, mesmo que alguns cães se julguem alimentados pegando os restos que caíram durante a passagem… A caravana segue seu rumo, mais fortalecida, mais coesa, deixando cada vez mais longe o barulho dos cães esfomeados.

    Uma caravana é feita de sonhos, de gestos, de atitudes, de longas vivências, de cumplicidade, de sentimentos fortes, de amizade, de amor e de desejo; e ela segue seu caminho, totalmente indiferente ao ganido dos cães enlouquecidos…

    (Sandra Nasrallah)

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e pelo comentário! :)