6.10.12

Heavier Than Heaven

Nessa mesma época, no ano passado, ele encontrou a biografia do Kurt Cobain em um sebo por cinquenta centavos. Ele voltou para casa eufórico com o livro nas mãos e disse que havia comprado para mim, para que eu pudesse conhecer um pouco mais sobre uma das pessoas mais importantes e inspiradoras da vida dele. Tentei ler, mas por conta da minha dificuldade com a língua inglesa na época, a leitura não fluiu. Nessa quarta-feira, enquanto organizava os nossos livros, encarei novamente aqueles olhos expressivos na capa e decidi que tinha chegado a hora de tentar outra vez.

Comecei a ler às cinco da tarde e não consegui parar. Cada minuto livre era destinado a conhecer um pouco mais sobre a história dessa pessoa tão triste, tão perturbada por tantos fantasmas internos. Acabei a leitura ontem à noite e ainda estou aqui remoendo as palavras, tentando digerir tantos acontecimentos, tantas tragédias. Conhecer as histórias escondidas nas entrelinhas das suas músicas também foi incrível, assim como poder conhecer um pouco sobre a sua infância e sobre os passos que o levaram ao “Nirvana”. 

Apesar de toda a autodestruição, da personalidade difícil, dos medos e da baixíssima autoestima, ele acreditou e lutou muito para conseguir realizar o seu sonho: ser músico. Dentre todas as outras, essa foi a mensagem que mais me marcou, a de que você definitivamente deve acreditar e lutar para realizar o seu sonho. Também pensei na dor e no peso que existir nas costas de alguém que é mundialmente julgado por tudo, e como Yoko e Love são mulheres incríveis e fortes.

Um comentário:

  1. Quando ele morreu solucei copiosamente... Nao sei se consigo ler a biografia dele, acho que vou chorar tudo de novo...

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e pelo comentário! :)