8.12.12

Então, é natal...


Os caminhos que tomamos pela vida são mesmo muito engraçados e contraditórios, uma coisa assim, de fazer rir. Quem diria que eu, que sempre tive horror a essa maratona infernal de compras de final de ano e que evitei esse furdunço a minha vida inteira, um dia estaria vivendo essa fantástica experiência aqui, estando do outro lado da moeda e do outro lado do oceano.

Tem sido uma loucura, mas até o momento estou achando ótimo já que não há mesmo nada melhor que manter a cabeça ocupada nesse período tão frio e perigosamente sentimental. O bolso também agradece, já que as horas extras vão ajudar a cobrir um pouco o rombo no orçamento por causa da nossa mudança que ainda está aí, rendendo mais que os juros da minha já inexistente poupança. Infelizmente nós não podemos nos dar o luxo de ficar no vermelho.

Só espero que o mundo não se acabe agora em dezembro porque as minhas férias foram agendadas para março do ano que vem e as dele tiveram que ser tiradas essa semana, de última hora. Acabou que não conseguimos viajar como havíamos planejado e tivemos que deixar alguns sonhos que deveriam ter sido realizados em dois mil e doze para trás, mas não tem nada não, uma coisa de cada vez. 

3 comentários:

  1. A vida é um palco, minha querida, onde todo o tempo temos que aprender a representar. Agora, é a vez dos presentes natalinos. Noutro momento, também terá que fazer algo semelhante, só porque a vida nos prega peças e a gente tem que posar como atores.

    E acho digno!

    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa sorte pra gente nesse teatro maluco da vida! <3

      Um beijo!

      Excluir

Muito obrigada pela visita e pelo comentário! :)