15.12.12

Sobre o fim do mundo


Não se engane. O mundo se acaba mesmo é a todo momento, nas trincheiras da guerra do dia a dia. Ele se acaba na violência no trânsito; nos assaltos que levam muito mais que o dinheiro; na perda da batalha contra uma doença maligna; nas balas que cortam as ruas, os céus, os cinemas e as escolas; e, principalmente, na dor da despedida em uma hora inesperada.


--
ps: Nesse dia 15 de dezembro, em que outros tantos mundos particulares acabaram, eu agradeço a Deus pela graça de ter vivido mais um dia, por ter ido ao trabalho e voltado para casa em segurança, por ter um teto seguro para nos proteger do frio lá fora, por ter comida na mesa, por ter saúde e por estar ao seu lado nesses últimos oito anos e sete meses das nossas vidas. 

2 comentários:

  1. E verdade, o mundo anda acabando desde que começou, ao poucos, lentamente... Porque devagar, dói mais.

    Gosto tanto daqui. "_"

    ResponderExcluir
  2. Isso é fato!
    A cada minuto acaba uma parte do mundo e da gente... é só prestar atenção direitinho...

    Bjs
    Aline
    http://www.alinenetto.com.br

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e pelo comentário! :)