15.1.13

Dos livramentos


No finalzinho do ano passado eu sofri uma desilusão daquelas, que me fez questionar muito o porquê de todas as minhas escolhas. Naquele dia eu voltei para casa menor que uma formiga, com o coração apertado e com tanta descrença em mim mesma que eu só conseguia sentir um vazio, um buraco no peito causado pela sensação de incapacidade. Como ficar triste não resolvia muita coisa, achei que seria bem melhor engolir o choro, seguir em frente e me preparar para a próxima oportunidade.

Há dois meses, eu havia acabado todas as minhas tarefas pré-determinadas no trabalho voluntário e, como ainda tinha algumas horas livres, me ofereci para fazer algum outro trabalho pendente. Eu já estava de olho em uma atividade mais “complexa” e estava apenas esperando a oportunidade certa para pedir um novo treinamento e, assim, ganhar mais conhecimento e experiência. Apesar da minha empolgação para aprender, a tarefa me foi negada e eu recebi outra atividade manual/burocrática/simples para fazer. Foi um banho de água fria, mas tudo bem. Eu tentei.

Hoje, quando cheguei no escritório, me perguntaram se em algum momento eu trabalhei na equipe responsável pela ‘tal atividade que eu não pude exercer’. Respondi que não e expliquei que eu era responsável por outra tarefa. Para minha surpresa, meu coordenador me disse sorrindo: você acabou de se livrar de um grande problema. Parece que a equipe cometeu um erro grotesco na análise dos dados e nós estamos reformulando todo o trabalho (...).

Já pensou se eu tivesse sido a responsável pelo erro? Já imaginou o tamanho do abacaxi que eu teria que descascar? Quem aí ainda duvida de que Ele escreve tudo certo, por mais que a gente insista em enxergar tudo torto? Nunca mais eu fico triste, eu sou muito é abençoada. <3

5 comentários:

  1. Ele SEMPRE escreve certo, SEMPRE! E eh justo e bondoso, a gente que se comporta meio mal as vezes, acha q tem q ser do nosso jeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E tá para existir coisa mais certa, viu?
      Graças a Deus.

      Excluir
  2. A gente pode até ficar triste na hora porque não foi do jeito que a gente quis. Mas o que é pra nós e também o que não é, acontece. Claro, não acredito que as coisas batam à nossa porta, mas se vc se esforça por algo e mesmo assim parece não ter valido nada, o seu esforço não será em vão. Sempre algo te espera.

    Kisu!

    ResponderExcluir
  3. Me arrepiei agora. Como diria minha vizinha oh Glória.

    Bêjo da Cris

    ResponderExcluir
  4. Eu também prefiro pensar q se não foi não era pra ser, Deus sabe oq faz. Bjs.

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e pelo comentário! :)