26.4.13

Old Man's Beard


Sempre o vejo sentado no mesmo lugar e o que mais me impressiona é o olhar triste com o qual ele observa o mundo. Me pergunto o que deve ter acontecido para levá-lo a isso, se foi uma escolha própria ou uma armadilha do destino. As roupas sujas, o cabelo desgrenhado, a solidão praticamente palpável e a idade aparentemente avançada destoam com a jovialidade dos passantes e com a beleza de uma das ruas mais caras da cidade.

Enquanto todos fingiam que nada demais acontecia naquele lugar e continuam seguindo em frente com passos rápidos, alguém se incomodou. Parou no meio do caminho, colocou as mãos nos bolsos enquanto conversava consigo mesmo, respirou fundo e foi falar com o senhor que vive na mesma calçada desde o inverno passado. Perguntou se ele gostaria de comer alguma coisa e foi comprar um sanduíche no café mais próximo.

Eu, que assisti a cena enquanto seguia o fluxo rápido que atravessava o meu caminho, sorri e fiquei feliz por dois motivos. O primeiro foi saber que pelo menos alguém mais se importava com aquilo e o segundo foi a gentileza que, sem dúvida nenhuma, deve ter aquecido pelo menos um pouquinho aquele coração superficialmente congelado e aparentemente esquecido.

2 comentários:

  1. Um mendigo observador da cidade?

    Kisu!

    ResponderExcluir
  2. Gosto dessas pessoas que conseguem ver detalhes onde ninguém se importa. Beijos

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e pelo comentário! :)