15.11.13

Dos diálogos matinais


[Eu tenho aquele clássico defeito de fabricação na hora de contar histórias engraçadas. Nunca aparenta ser do jeito engraçado que foi, mas fica aqui o registro para um futuro. É sempre bom poder relembrar.]


- Bom dia e meus pêsames.
- Meus pêsames.
- São quantos meses agora? Sete, oito..?
- Acho que são seis.
- Isso mesmo, nove anos e seis meses. E Ano que vem? Qual é a boda para dez anos?
- Não sei, me dá o telefone que eu descubro em um segundo.

(...)

- Aqui diz que é “Bodas de Estanho e/ou Zinco”.
- Sério, que chato..
- E como é que vai ser isso? Como é que você vai me dar um presente de estanho ou zinco?
- Humm.. Já sei! Te dou um Centrum* e fica tudo resolvido. Lá tem estanho, ferro, mais uma porrada de coisa e o tal do zinco! :D
- Palhaço.
- <3



*Esse post não é um publieditorial – meu sonho era um dia escrever isso aqui. HAHAHAHAHA =P

4 comentários:

  1. Naaaaaaoooooo!
    Na alemanha é mais fofo, sao bodas de rosas!!!
    http://rindodemimcomigo.blogspot.de/2013/10/sobre-as-rosas.html
    :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ora se eu não tinha falado pra ele do seu post. Ano que vem quero rosas, muitas rosas! hahahahahaha :D

      Excluir
  2. Eu achei engraçado...
    E não importa qual serão as bodas, mas sim a qualidade do tempo em que se passaram juntos e vão passar.

    ResponderExcluir
  3. Auhauaahua ótimo presente rs

    Kisu!

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e pelo comentário! :)