8.9.15

Das folhas

Cinco folhas e não passava disso há meses. Cinco folhas e nenhuma flor, nenhuma para contar história. Cinco folhas e eu tentando entender o que estava fazendo de errado, se era pouco ou muito sol. Faltava luz, literalmente. Ontem, num impulso, arranquei a planta pela raiz. Coloquei em um vazo um pouco maior, varri a terra que sobrou no chão e fui dormir. Acordei com a surpresa de um botão de amarílis me dando bom dia e fui tomar café. Entre um gole e outro, observando o verde que floresce, percebi que tem gente que parece mesmo é planta. Basta apenas mudar de lugar, basta só mostrar um pouco mais de luz e a pessoa floresce de caminhos, sonhos e ideias.  

8 comentários:

  1. Mudar a receita, o caminho, o rumo e tudo dará certo. Beijos

    ResponderExcluir
  2. Basta mudar o ângulo que tudo flui. Beijos
    http://mundodenati.blogspot.com.br/2015/10/escolhas.html

    ResponderExcluir
  3. Saudades dos seus textos!
    Passando pra avisar que fechei o blog antigo, criei um novo!
    Bjks,
    Evy

    ResponderExcluir
  4. que coisa linda, tão singela... eu sou uma planta desta especie... precisa mudar de lugar...

    ResponderExcluir
  5. Se floresce por tão pouco. Se engrandece por menos ainda. Não sei porque ainda insisto em alimentar o que não me sustenta. Bom texto!

    ResponderExcluir
  6. Ô gente, vocês são demais.
    Obrigada pelo carinho, pela visita, pelas palavras.

    Beijo pra vocês!

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e pelo comentário! :)