3.4.16

Dos ensaios

Foram muitas as tentativas, muitos os ensaios para voltar aqui. As voltas, elas foram tantas quanto a de um rodopio infantil ao brincar no final da tarde. Por hora, me limito a limpar os espaços, a faxinar o teclado esquecido de palavras, a trocar o chaveiro de iniciais desgastadas. As memórias são muitas, como sempre, colecionadas com cuidado e enroladas em plástico bolha. Estou em casa, minha casa, e para mim não poderia ser melhor.

Enquanto desfaço as malas, recordo que devo notícias a tanta gente e confesso que não sei nem por onde começar. Temos tantas novidades e tantos planos em andamento, conto tudo aos pouquinhos para não faltar assunto nos próximos dias. Peço desculpas a quem se importou com o sumiço e agradeço a gentileza dos tantos recados. Agora que está tudo em (des)ordem outra vez, voltei para ficar. 

2 comentários:

  1. É sempre bom quando voltamos pra ficar, parece que nos encontramos...
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma sensação muito boa sim, Natália! Estou contente. :)
      Obrigada pela visita e pelo carinho de sempre. Devo mil visitas ao seu mundo.

      Um beijo!

      Excluir

Muito obrigada pela visita e pelo comentário! :)