28.8.16

Do agora

Há exatamente um ano, com um sorriso grande no rosto, embarcávamos naquele vôo de chuvas e de incertezas. Estaríamos dali a algumas nuvens e horas depois de volta para a nossa primeira casa. Quando eu olhava pela janelinha do avião, de coração apertado de medo e de alegria, eu nem imaginava tudo que eu ainda iria vivenciar nos 365 dias que viriam.

Foram mudanças - de cidade e de estado, provações, aprovações e, dentro do caos inexplicável, do caminho mais imperfeito e imprevisível possível, a vida seguiu. Hoje um ano novo pessoal se inicia, com a grande felicidade de poder sentir e saber que nesse momento estou exatamente onde deveria estar. Logo eu, que adoro um casulo, abri as asas para receber visitas e abraços. Foi um dia 27 de agosto de feliz 31 anos para mim.