14.3.17

Dos discursos

Nos ônibus, nas calçadas, nas filas, está difícil andar por aí sem ouvir o ódio gratuito sendo destilado por todos os lados. São opiniões grosseiras, preconceitos enraizados, ignorância exposta sem dor e sem máscara. É tanta falta de respeito e bom senso que às vezes me pergunto se o que vejo e e escuto é mesmo verdade.

Como é difícil se colocar no lugar do outro e compreender as necessidades, as dificuldades, as desigualdades e as limitações de cada um. É tão mais fácil julgar, possuir a certeza e a verdade absoluta, e até o direito de matar outro ser humano a pauladas! Somos uma sociedade doente e, para a surpresa de muitos, o ódio não tem endereço certo ou classe social.

Eu sei que está difícil, que é desumano suportar tanta desigualdade e injustiça, mas precisamos sim fazer um esforço. Vamos ouvir melhor e observar a nossa rotina com mais cuidado. Vamos respirar fundo e tentar não colaborar com a propagação de boatos e mentiras. Não é fácil, mas precisamos tentar, nem que seja por um único dia, a não alimentar esse ódio que, a cada dia que passa, leva um pedaço de nós. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada pela visita e pelo comentário! :)